terça-feira, 15 de abril de 2014

A carne mais barata do mercado?

Gosto demais quando Trip e TPM fazem edições casadas. Ainda mais quando o tema é tão importante quanto o de abril. Então, por isso, meus amigos, abram alas às belíssimas capas de TPM e Trip que estão em nossas bancas.
TPM traz duas capas com a bela Juliana Alves. Sinceramente, gosto mais do close-up. Acho, inclusive, desnecessária a segunda. A primeira é impactante o suficente para ganhar espaço em banca e, claro, para entrar na lista de capas inesquecíveis postadas por aqui. Já a segunda é só mais uma capa. Bonita, mas sem força perto da outra.
A Trip também traz duas capas com o mesmo personagem. E, por lá, o homem da vez é o lutador Anderson Silva.
Também com no caso de Juliana, acho que a opção com o close-up já é boa o suficiente e elimina a necessidade da segunda capa. Diferentemente da TPM, a segunda capa é mais conceitual e traz Anderson emulando São Sebastião. Acho bonito, mas quebra totalmente na harmonia com as demais, e, também, fica devendo em performance, quando comparamos com a versão original, publicada em abril de 68 pela Esquire, com Muhammad Ali.

sexta-feira, 11 de abril de 2014

Lenga-lenga de abril na Playboy

Desde que divulgamos as capas, já imaginávamos que este não seria um mês fácil para a Playboy Brasil. Com aquelas capinhas sem graça, era mais do que óbvio que os recheios não poderiam nos surpreender positivamente, né?
Daí que vendo os ensaios principais, a sensação que tenho é a mesma para os dois casos: faltou profissionalismo. Os ensaios não são horrorosos, mas não chegam ao ponto de serem considerados ok, sabe? Têm um ranço meio estranho, meio amador. Não sei explicar direito, mas vou tentar.
No caso de Gaby Potência, a verdadeira estrela da edição, a sensação é que – apesar da luz bem cuidada e dos ângulos bem explorados –, falta repertório ao fotógrafo (Ricardo Corrêa) responsável pelos cliques. O tempo inteiro há uma impressão de que já vimos aquela foto antes. Claro que a locação não ajuda a ser muito inovador, mas mais que inovação, senti falta de assinatura.
Deste ensaio, destaco pouca coisa e, talvez, a única foto que me chama atenção é esta logo abaixo:
 Passado o ensaio de Gaby, vamos falar da "sereia" Ana Paula Maciel.
Então, gente. O ensaio é isso aí que tá logo acima. Péssimo, amador, frio, sem presença nenhuma e com tanta intervenção na cara da modelo, que não dá pra ver nenhuma expressão.
A única foto mais ou menos que André Sanseverino conseguiu fazer em todo o curtíssimo ensaio é essa, e mesmo que não fosse tudo tão tosco quanto publicado, seria difícil ser impressionado por tão poucas fotos, né?
Olha, eu acreditava que a tal musa do Greenpeace daria um ensaio bom. Acreditava no gancho da contratação, e na coisa mais natural e menos musa siliconada. Até estava achando que era um respiro em meio a tantas mulheres perfeitinhas. Mas, sabe, virou uma puta decepção...

terça-feira, 8 de abril de 2014

Power Bey

Fotografada por Santiago & Mauricio, Beyoncé estrela a capa de maio da Out Magazine. E, olha vamos combinar uma coisa? Tá linda demais! Fotão, com produção inspirada em Marilyn , trabalho tipográfico simples, mas com uma firulinha para não deixa a capa chapada demais e chamada impactante. Afinal, não dá pra discordar quando dão o título Power à musa.
O ensaio é super simples, mas segura a onda na dignidade. Tem uma luz bonita, tem uma boa leitura da referência, sem cair na sensação de cópia descarada. E, claro, tem presença. Afinal, Beyoncé segura tudo no carão, né?

Duas que não dão uma

A Playboy traz duas capas para as bancas em abril. Isso mesmo, amigos: duas! Você pode escolher entre Ana Paula Maciel e Gaby Potência e levar sua revista com entrevista de Marco Feliciano para casa. Então, acho ótimo a revista tentar sair do lugar comum, oferecer opção para seu leitor, mas olha... desse jeito não rola.
A capa de Ana Paula Maciel é em preto e branco, ítem raríssimo em Playboy, e nem assim me ganha. O verde escolhido para a composição é fraco, sem gracinha. E a foto, apesar de ser totalmente adequada para o gancho da modelo, tá esquisita. Não sei se é a sensação de tratamento exagerado ali no rosto/colo da modelo, ou se é o cabelo molhado e puxado para trás. Enfim, o conjunto não me agrada.
Já a capa de Gaby Potência é o clichê, do clichê das famosas-quem que aparecem em Playboy. Bota tudo pra jogo e torce pra alguém comprar a ideia. Né? Gostei da câmera ali, mas não entendi porquê não tiraram aquela mancha da barriga dela. Já que trataram tudo, deixaram as coxas da modelo quase sem poros, porquê não dar uma ajeitada naquele detalhe?
Quero ver os ensaios e tirar a prova, mas a minha sensação, ao ver as duas capas, é que neste mês, Playboy entrega duas capas para tentar convencer de que conseguiu fazer uma revista inteira. Porquê tudo tá com muita cara de amador. Tá faltando aquele brilho, sabe?

terça-feira, 1 de abril de 2014

Comemorando com a mais bela das belas

E a Gisele fazendo a linda na capa da Marie Claire de abril, heim gente? Tão linda e perfeita para a comemoração dos 23 anos da revista, né?
A capa, é bom dizer, faz parte dos planos de divulgação da linha de roupas íntimas da musa. Mas, claro, nem por isso perde seu poder.

A Veja Vejando...

Nesta semana, o principal assunto para o jornalismo brasileiro são os 50 anos do Golpe Militar. Todo mundo fez seu especial, dedicou um espaço nobre para a lembrança dessa data tão significativa em nossa história. Mas aí, vem a Veja e dá uma "vejada" daquelas...

Época e IstoÉ fizeram as melhores capas, cada uma indicando sua linha editorial. E a Veja, bem foi a Veja mais uma vez, né?

quinta-feira, 27 de março de 2014

5 motivos para comprar a Sexy da Dani Bolina

1. Tem a Dani Bolina por inteiro. Sem frescura e sem papagaiada, num dos melhores ensaios publicados pela SEXY nos últimos anos.
2. A Bolina tá mais gostosa que nunca.
3. Piero Davila – um fotógrafo iniciante – capta todos os melhores ângulos da Bolina. E o melhor, sem cair na vulgaridade e sem apelar para sombras comprometedoras.
4. Você só vai ver a Bolina pelada numa oficina mecânica nas páginas desta revista. Ou se o seu mecânico de confiança colar uma dessas fotos nas paredes do empreendimento dele.
5. Poder contar quantas tatuagens a Dani tem espalhada pelo corpo, sem ter a visão prejudicada por micro-shorts e camisetinhas.

quarta-feira, 26 de março de 2014

Mais um ponto para a VIP

Olha a VIP, mais um vez, mostrando quem manda nas bancas, né? Outra superestrela para a lista especialíssima da publicação, que vem sambando na cara da concorrência. A nova estrela é a super-super Mariana Ximenes e a capa é essa aqui:
E aí, acharam o que?
Eu simplesmente adorei! Acho Mariana tão aristocrática e perfeitinha que essa capa toda trabalhada na cafonice, e ambientada na favela, é um alívio! Uma possibilidade de mostrar Mariana de uma maneira muito mais divertida e absurda. E sim, gente, acho que esse batom rosa, com essa blusa laranjada e o short de onça somam positivamente para a construção dessa imagem sensacional. Já quero ver o ensaio completo!
E a foto de divulgação? Coisa mais sensacional a produção!

Bem acompanhadas

A Vogue Brasil divulgou sua capa de abril e ela está cheia de modelos e looks Dior. Eu confesso que adoro ver esses encontros, essas capas cheias de gente – ainda mais quando rola um pôster –, mas achei que essa Vogue ficou devendo em alguma coisa. O fundo branco, deu uma sensação de falta de produção. Sem contar que o cabelo da Aline Weber quase sumiu ali, né?
Gosto da iniciativa, mas acho o resultado pobrinho. E é inevitável ver essa capa e não lembrar da edição de 27 anos da revista. Vocês lembram?
10 super nomes e um quê de Annie Leibovitz nessa luz amarelada...

sexta-feira, 21 de março de 2014

3 vezes Dani Bolina

Dani Bolina é dessas mulheres que não saem do imaginário masculino. Uma coisa meio Scheila Carvalho, Vivi Araújo, Luma de Oliveira, sabe? Na real, real mesmo, Dani não é lá a mulher mais gata do mundo, mas é gostosa – e muito! – e sabe como usar isso a seu favor.
A moça é provocante, atrevida e pura ousadia. Afinal, vocês lembram dela em sua última aparição em SEXY? Aquele estábulo tem muitas histórias para contar...
No primeiro ensaio, Dani veio sozinha, no segundo veio acompanha de duas lindas companheiras do Pânico. Agora, pela capa fotografada por Piero D'Avila, a coisa promete ser das boas. Uma pegada bem agressiva e sem medo de se mostrar. E olha que ela já mostrou de um tudo nas páginas da SEXY. Tô ansioso!
Sobre a diagramação, gostei dessas chamadas principais mais duras, passando sobre a modelo. Dá o tom forte, exatamente como a chamada promete.

segunda-feira, 17 de março de 2014

Tinha tudo para dar certo, mas a Playboy da Mari Silvestre desandou...

A capa da Playboy de março, com Mari Silvestre, me assustou um bocado. Achei tudo meio sem sentido quando o arquivo digital começou a rolar na internet. Em mãos, a capa continua estranha e com mais um toque para fazer a cafonalha crescer: tem um hot stamp prata na marca da revista. O hot stamp, muito usado para dar aquele toque chique e importante nas capas especiais, soa forçado aqui.  
O ensaio clipado por André Passos – que fotografou Cláudia Ohana em seu retorno – é esforçado. Tem uma histórinha e até convence em alguns momentos. Mari 'interpreta' uma diva nos bastidores de uma apresentação. A gente não pode dizer que é uma atriz em composição de um personagem, mas se aproxima de uma corista/vedete decadente, que ainda recebe alguns mimos e, por isso, tem toda uma ostentação.
Nessa onda da vedete decadente, os acessórios combinam muito e toda a ambientação das cenas torna-se verossímel. Os figurantes "mimando" a estrela acrescentam carga dramática para as fotos e, geram alguns dos melhores momentos do ensaio. Acredito, inclusive, que poderiam ter sido mais explorados.
Uma coisa que me incomoda bastante no ensaio é a luz, em alguns momentos temos sombras demais – ok, confesso que elas dão um toque bem chique – e em outros a luz dá uma vazada meio estranha. Fica tudo meio estourado. Não acho que isso seria um problema em um ensaio mais solar, mas nessa onda escura e fechada, acho que fica parecendo errado.
Ao fim do ensaio – que tem um número considerável de fotos e um pôster super bonito –, acredito que o saldo seja positivo. É um trabalho bem pensado, e, principalmente, bem intencionado. Mas acho que erra exatamente na escolha de acessórios e figurino. As peças super cafonas dão um tom datado e acaba envelhecendo o registro de uma menina super jovem e linda!
Minha foto preferida!

domingo, 16 de março de 2014

Ah, Grazi...

Confesso que não tenho tido muito argumento contra a VIP nos últimos tempos. A revista tá demais! Estrelas do primeiríssimo time, ensaios super bem feitos e aquela vontade louca de voltar a ser o que sempre foi. Neste mês, com a linda Grazi na capa, o resultado é dos melhores.
Fotografada por Alê de Souza, Grazi mostra-se na praia sem receio, rola na areia e fixa aquele olhar matador na câmera, de uma maneira que deixa a gente até sem saber o que fazer. Como é linda essa Grazi. E que corpo impecável ela está, né? 
Além da beleza da estrela, uma outra coisa que chama atenção no ensaio é a evolução de Alê. Há anos o maquiador/cabelereiro fotografa suas amigas para as revistas, mas acabava passando do ponto e deixando o resultado bem sem graça. Às vezes com cabelos exagerados, em outros momentos com cliques frios, sem um olhar muito precioso. Agora, sinto que a coisa chegou lá. O ensaio desta edição é simples, mas preciso. A luz está certinha, as cores estão super equilibradas. Não dá margens para críticas.
Para os leitores, essa parceria de Alê e VIP tem rendido bons trabalhos, afinal, Carolina Dieckmann e Giovanna Ewbank também foram fotografadas pelo cara.
Mas voltando à Grazi, só tenho uma reclamação: cadê mais fotos? Queria ver mais e mais... Umas 30 páginas, acho, não seriam suficientes para tanta beleza.

Ps.: Achei mais do que merecido os prêmios de exce¬iencia da Society for News Design – maior concurso de design do mundo –, levados pela VIP no último mês. A revista está impecável. Design lindo, páginas leves, bem construídas. E, além disso tudo, belíssima produção gráfica. A qualidade de impressão e papel da revista dão de mil na irmã Playboy, que teoricamente é muito mais poderosa.

quinta-feira, 13 de março de 2014

O mais sexy do ano

A revista Junior publicou mês passado sua lista com os mais desejados do ano e, nesse mês, dá a capa para o vencedor da eleição popular. Diferentemente do que já estávamos acostumados a ver, a capa não é de um galã global. Por 0,3% de votos a mais, Franklin David, o repórter do TV Fama, ganhou a capa e o ensaio principal de março.
Todo o ensaio foi feito num clima off road, e tem uma linha mais chucra, que acaba se distanciando da imagem usual que vemos na TV, o que, para mim, é sempre muito bom.
Ah, se você ficou curioso em saber quem ficou em segundo lugar, já te conto: Caio Castro.



Blog Widget by LinkWithin
 
^