segunda-feira, 5 de maio de 2014

Pode esquecer a Playboy

A Playboy já foi uma revista tão criativa e divertida que me dá uma preguiça danada divulgar essa capa com a Amanda por aqui. A tal ruiva do BBB ganhou um capa vermelha para chamar de sua, mas como a moça, a capa é sem graça que só. Vai chamar atenção, claro, mas não será lembrada por muito tempo não.
Eu sou o único que acha que essa coisa da ruivice renderia tanta coisa bacana? Será que não conseguem entender que cabelo ruivo de verdade tá mais para laranjado que vermelho? A moça podia estar de coelhinha comendo uma cenoura... sei lá, não precisava dessa cafonice toda.

UPDATE:
Além da capa aí de cima, a Playboy tem uma outra capa para a edição deste mês. A capa é esta aqui:
Claro que esta é MUITO melhor que a anterior. Mas ainda não acho uma capa espetacular. Amanda está com o rosto super desconfortável, esse sapato é um horror, essa meia vermelha não é nada bonita e esse sutiã de tia não tá nada legal. Mas ao menos não é uma capa vergonhosa, né?

sexta-feira, 2 de maio de 2014

Fê Paes Leme é a estrela de maio da VIP

Já virou rotina aqui no dasBancas falar que a VIP enfileirou mais uma capa relevante. A musa da vez é Fernanda Paes Leme, que já esteve na revista outras duas vezes. Desta vez, a moça vem fotografada por André Nicolau – ufa! um mês sem Alê (nada contra, é bom deixar claro) – e já dá mostras de que o ensaio tem bastante pele, né?
Achei pura ousadia essa capa sem olho no olho, né? Palmas para a VIP.
Ah, pessoal da VIP, que tal dar uma capa pra linda Fabiana, central da seleção brasileira? A moça brilhou na Superliga e é gata como poucas atletas em quadra. Capa nela, gente!

terça-feira, 29 de abril de 2014

Mais Rihanna, por favor!

Além da explosão sensual da francesa Lui, Rihanna também chega às bancas na versão sexy-fashion. A gata é a escolhida para a edição de aniversário da Vogue Brasil.
Ainda não vi a revista inteira, mas pelo que pude conferir por aí, só tenho uma coisa a dizer: quanto mais Rihanna nas páginas de revista, melhor!

As duas capas são lindas – têm diagramação super correta e peso adequado para cada informação –, mas confesso que não resisto a um bom close. Então minha escolhida para ir lá para casa é a capa lá de cima, com todo o carão da musa de Barbados. 
Assim como os bastidores da Lui, os bastidores da Vogue Brasil também foi amplamente divulgado. Então algumas cenas podem até parecer familiares para os mais atentos.

Rihanna na cara deles

A musa de Barbados, Rihanna, sem dúvida alguma é a artista pop mais sexy já produzida nos últimos tempos. Com a gata em cena, não tem ninguém que desbanque tanta provocação e pele a mostra. E é exatamente isso que a Lui traz para as bancas neste mês.
A revista que tinha morrido, mas voltou para alegria dos franceses mais safadinhos, tem a cantora na capa e um recheio explosivo. Confere...
 Estão contando por aí que a capa de Riri é inspirada numa capa das antigas da Lui. Qual você prefere?

Riri, né?

quinta-feira, 24 de abril de 2014

Beyoncé e os outros 99 mais influentes do ano segundo a Time

A revista Time divulgou suas quatro capas para "The 100 Most Influential People" deste ano, como sempre, a lista tem os personagens mais diversificados possíveis e as capas ganham o tratamento costumeiro: fotão em preto e branco e alguns nomes para chamar atenção.
Achei tudo bem bonito e bem feito, mas, confesso que esse degradê nos destaques me deixa meio reticente. Acho que o verde cítrico já daria a quebrada necessária na rigidez da imagem.
 Tá linda a Beyoncé, né? Botando o corpão pra jogo, porquê não é obrigada a fazer a recatada, né?

quarta-feira, 23 de abril de 2014

A mais linda das lindas

Lupita Nyong'o, a ganhadora do Oscar de melhor atriz coadjuvante de 2014, levou mais um prêmio para casa. A moça foi eleita pela People a mulher mais bonita do ano. E, sim, ela merece! 
Não só ela, mas todas as meninas negras, meninas de cabelo crespo, meninas que nunca se viram em capas de revista, meninas que sempre se viram em posição inferior. Lupita, mais que uma mulher linda, é um ícone para gerações. 
Por mais capas com Lupitas, Thalmas, Julianas, Emmanuellas...

terça-feira, 15 de abril de 2014

A carne mais barata do mercado?

Gosto demais quando Trip e TPM fazem edições casadas. Ainda mais quando o tema é tão importante quanto o de abril. Então, por isso, meus amigos, abram alas às belíssimas capas de TPM e Trip que estão em nossas bancas.
TPM traz duas capas com a bela Juliana Alves. Sinceramente, gosto mais do close-up. Acho, inclusive, desnecessária a segunda. A primeira é impactante o suficente para ganhar espaço em banca e, claro, para entrar na lista de capas inesquecíveis postadas por aqui. Já a segunda é só mais uma capa. Bonita, mas sem força perto da outra.
A Trip também traz duas capas com o mesmo personagem. E, por lá, o homem da vez é o lutador Anderson Silva.
Também com no caso de Juliana, acho que a opção com o close-up já é boa o suficiente e elimina a necessidade da segunda capa. Diferentemente da TPM, a segunda capa é mais conceitual e traz Anderson emulando São Sebastião. Acho bonito, mas quebra totalmente na harmonia com as demais, e, também, fica devendo em performance, quando comparamos com a versão original, publicada em abril de 68 pela Esquire, com Muhammad Ali.

sexta-feira, 11 de abril de 2014

Lenga-lenga de abril na Playboy

Desde que divulgamos as capas, já imaginávamos que este não seria um mês fácil para a Playboy Brasil. Com aquelas capinhas sem graça, era mais do que óbvio que os recheios não poderiam nos surpreender positivamente, né?
Daí que vendo os ensaios principais, a sensação que tenho é a mesma para os dois casos: faltou profissionalismo. Os ensaios não são horrorosos, mas não chegam ao ponto de serem considerados ok, sabe? Têm um ranço meio estranho, meio amador. Não sei explicar direito, mas vou tentar.
No caso de Gaby Potência, a verdadeira estrela da edição, a sensação é que – apesar da luz bem cuidada e dos ângulos bem explorados –, falta repertório ao fotógrafo (Ricardo Corrêa) responsável pelos cliques. O tempo inteiro há uma impressão de que já vimos aquela foto antes. Claro que a locação não ajuda a ser muito inovador, mas mais que inovação, senti falta de assinatura.
Deste ensaio, destaco pouca coisa e, talvez, a única foto que me chama atenção é esta logo abaixo:
 Passado o ensaio de Gaby, vamos falar da "sereia" Ana Paula Maciel.
Então, gente. O ensaio é isso aí que tá logo acima. Péssimo, amador, frio, sem presença nenhuma e com tanta intervenção na cara da modelo, que não dá pra ver nenhuma expressão.
A única foto mais ou menos que André Sanseverino conseguiu fazer em todo o curtíssimo ensaio é essa, e mesmo que não fosse tudo tão tosco quanto publicado, seria difícil ser impressionado por tão poucas fotos, né?
Olha, eu acreditava que a tal musa do Greenpeace daria um ensaio bom. Acreditava no gancho da contratação, e na coisa mais natural e menos musa siliconada. Até estava achando que era um respiro em meio a tantas mulheres perfeitinhas. Mas, sabe, virou uma puta decepção...

terça-feira, 8 de abril de 2014

Power Bey

Fotografada por Santiago & Mauricio, Beyoncé estrela a capa de maio da Out Magazine. E, olha vamos combinar uma coisa? Tá linda demais! Fotão, com produção inspirada em Marilyn , trabalho tipográfico simples, mas com uma firulinha para não deixa a capa chapada demais e chamada impactante. Afinal, não dá pra discordar quando dão o título Power à musa.
O ensaio é super simples, mas segura a onda na dignidade. Tem uma luz bonita, tem uma boa leitura da referência, sem cair na sensação de cópia descarada. E, claro, tem presença. Afinal, Beyoncé segura tudo no carão, né?

Duas que não dão uma

A Playboy traz duas capas para as bancas em abril. Isso mesmo, amigos: duas! Você pode escolher entre Ana Paula Maciel e Gaby Potência e levar sua revista com entrevista de Marco Feliciano para casa. Então, acho ótimo a revista tentar sair do lugar comum, oferecer opção para seu leitor, mas olha... desse jeito não rola.
A capa de Ana Paula Maciel é em preto e branco, ítem raríssimo em Playboy, e nem assim me ganha. O verde escolhido para a composição é fraco, sem gracinha. E a foto, apesar de ser totalmente adequada para o gancho da modelo, tá esquisita. Não sei se é a sensação de tratamento exagerado ali no rosto/colo da modelo, ou se é o cabelo molhado e puxado para trás. Enfim, o conjunto não me agrada.
Já a capa de Gaby Potência é o clichê, do clichê das famosas-quem que aparecem em Playboy. Bota tudo pra jogo e torce pra alguém comprar a ideia. Né? Gostei da câmera ali, mas não entendi porquê não tiraram aquela mancha da barriga dela. Já que trataram tudo, deixaram as coxas da modelo quase sem poros, porquê não dar uma ajeitada naquele detalhe?
Quero ver os ensaios e tirar a prova, mas a minha sensação, ao ver as duas capas, é que neste mês, Playboy entrega duas capas para tentar convencer de que conseguiu fazer uma revista inteira. Porquê tudo tá com muita cara de amador. Tá faltando aquele brilho, sabe?

terça-feira, 1 de abril de 2014

Comemorando com a mais bela das belas

E a Gisele fazendo a linda na capa da Marie Claire de abril, heim gente? Tão linda e perfeita para a comemoração dos 23 anos da revista, né?
A capa, é bom dizer, faz parte dos planos de divulgação da linha de roupas íntimas da musa. Mas, claro, nem por isso perde seu poder.

A Veja Vejando...

Nesta semana, o principal assunto para o jornalismo brasileiro são os 50 anos do Golpe Militar. Todo mundo fez seu especial, dedicou um espaço nobre para a lembrança dessa data tão significativa em nossa história. Mas aí, vem a Veja e dá uma "vejada" daquelas...

Época e IstoÉ fizeram as melhores capas, cada uma indicando sua linha editorial. E a Veja, bem foi a Veja mais uma vez, né?

quinta-feira, 27 de março de 2014

5 motivos para comprar a Sexy da Dani Bolina

1. Tem a Dani Bolina por inteiro. Sem frescura e sem papagaiada, num dos melhores ensaios publicados pela SEXY nos últimos anos.
2. A Bolina tá mais gostosa que nunca.
3. Piero Davila – um fotógrafo iniciante – capta todos os melhores ângulos da Bolina. E o melhor, sem cair na vulgaridade e sem apelar para sombras comprometedoras.
4. Você só vai ver a Bolina pelada numa oficina mecânica nas páginas desta revista. Ou se o seu mecânico de confiança colar uma dessas fotos nas paredes do empreendimento dele.
5. Poder contar quantas tatuagens a Dani tem espalhada pelo corpo, sem ter a visão prejudicada por micro-shorts e camisetinhas.



Blog Widget by LinkWithin
 
^