O FGTS é um direito dos cidadão na condição de empregado. Seu depósito por parte do contratante, é obrigatória. Em casos de empregados domésticos, os empregadores podem escolher se querem ou não incluí-los no sistema. Trabalhadores como os citados abaixo, tem garantia desse direito:
  • §  Trabalhador com contrato de trabalho forma, com registro na CLT;
  • §  Trabalhadores rurais, temporários, avulsos e safreiros;
  • §  Atletas Profissionais.


O extrato FGTS estará disponíveis apenas para contas que estão inativas desde 31 de dezembro de 2015. São essas contas aquelas que o trabalhador pediu demissão de sua empresa, ou foi demitido por justa-causa. Pois em ambas situação e dinheiro fica retido. Outras vezes que é permitido fazer o saque do FGTS é quando a conta não é movimentada há pelo menos 3 anos. Quando há a morte do trabalhador ou patrão. Quando há o fechamento da empresa. Também quando o contrato do trabalho é encerrado. Em casos de necessidade urgente por causa de desastres naturais, quando for declarado estado de emergência ou calamidade pública por parte do Governo Federal. Os valores podem ser utilizados para
  • §  Financiamento de casa própria;
  • §  Doença na família;
  • §  Demissão sem justa causa;
  • §  Aposentadoria;
  • §  Estágios terminais de doenças;
  • §  Trabalhadores com mais de 70 anos;
  • §  Término do contrato de trabalho temporário.

Se você conferiu seu Fundo de Garantia por Tempo de Serviço, e constatou que tem sim dinheiro na conta, além de fazer parte das contas inativas desde dezembro de 2015 e tem direito ao saque, saiba que você pode retirar o dinheiro nos seguintes locais, conforme citado abaixo:
  • §  Nas lotéricas;
  • §  Correspondentes Caixa Aqui;
  • §  Postos de atendimento eletrônico e sala de autoatendimento para quem possui cartão cidadão e senha cadastrada.


Espero que suas dúvidas tenha sido retirada, faça um bom proveito do seu fundo de garantia!

SHARE THIS

Author:

Previous Post
Next Post